21 de outubro de 2013

Quero meus cachos de volta



A trajetória dos meus cabelos parte II 

Faz 5 meses que estou limpa :D (hehehehe)

Depois da longa postagem que fiz em junho/2013, contando a trajetória dos meus cabelos, sinto-me na obrigação de postar novamente para acompanhamento.
Pois é, 5 meses sem química no cabelo, tratando e tentando manter ele decente até que cresça o suficiente para cortar toda a química e poder voltar aos cachos.
Essa fase de transição é muito difícil, porque o cabelo fica realmente o ó. O meu caso ainda é um pouco pior, porque além da fase de transição do liso para o cacheado, raiz cacheada, pontas lisas, eu sofri quase um corte químico, lembram que contei no primeiro post? E, inclusive, esse foi o principal motivo que me levou a abandonar com esse negócio de escova de tudo quanto é coisa. Pois bem, os fios que sofreram a quebra química, estão crescendo, e encontram-se em uma fase que não há santo que os dome. 
Está bem difícil manter um visual aceitável, mas não será isso que vai me fazer desistir. Sei que tenho que passar por isso, para ter meus cachos de volta e estou encarando a situação. 

 Meus cabelos ainda estão curtos, pelo ombro, pois nesse meio tempo, eu cortei as pontas novamente. 


Continuo usando produtos de boa qualidade para hidratar e nutrir, e tenho usado chapinha só em ocasiões em que é absolutamente necessário. Tentei usar o baby liss, e amei. Fiquei tão feliz em ter cachos novamente, mesmo que “meio artificiais”! Mas fazer baby liss no meu cabelo é muito demorado, pois tenho muito cabelo, então fico com preguiça, mas deixo a dica pra quem está passando pela fase de transição e bate aquela vontade de desistir: faz um baby liss que você vai lembrar-se de como é ter cachos, e a vontade de voltar pra progressiva passa!




Falando nos produtos, no outro post eu disse que gastei horrores com os produtos da alfaparf para tentar melhorar o problema da quebra. Então quero deixar registrado que valeu a pena. Faz quase 5 meses e ainda tenho shampoo, condicionar e creme para pentear, e acho que ainda dura mais um mês. Só o creme de tratamento que está acabando, mas no desespero eu usei bastante mesmo. Então, considerando um produto de boa qualidade que dá um efeito muito bom no cabelo e está durando pra caramba, não sai tão caro.




Atualmente, tenho cuidado do meu cabelo assim:
- Cuidado diário: lavo com shampoo Elséve reparação total 5 (que é mais barato), enxaguo e lavo novamente com o shampoo Alfaparf Nutri seduction, enxaguo muito bem. Em vez de condicionador uso creme de tratamento Alfaparf, uma vez nutri seduction e a próxima midollo di bamboo. Comprei um creme de tratamento da Bioextratus com manteiga de karité para substituir o nutri seduction que está acabando. Seco com uma camiseta (nada de toalha), e passo leave-in Alfaparf Midollo di bamboo. As vezes uso leave in Elséve reparação total 5, também gostei.

Aqui abro um parêntese:  Em qualquer lugar que você pesquise sobre tratamento e cuidados para o cabelo, principalmente cacheados ou em transição, vai estar lá em letras garrafais: NÃO LAVE O CABELO COM ÁGUA QUENTE, vai ressecar e etc... pois eu tenho uma sugestão, em letras garrafais também pra quem diz isso: VEM SENTIR NA PELE... EXPERIMENTA VIR MORAR AQUI NO SUL! Experimenta! Principalmente na região serrana. Alguém acha que é possível lavar o cabelo com água fria em um clima de 5º??? Não dá, simplesmente não dá. Com o frio que faz aqui é impossível  não usar água quente. Eu mesma, tomo banho em água fervente. O que eu tenho tentado fazer é manter o cabelo fora da água e quando vou lavar o cabelo deixo a água morna, em uma temperatura suportável. Lavo rapidinho, enxáguo, e enquanto o condicionador age eu volto à água fervente para o resto do corpo... e assim vamos levando. Deste modo tenho plena consciência de que tenho que compensar mais isso com hidratações e nutrições.
Fecho aqui o meu parênteses de desabafo.


- Uma vez por semana uso shampoo anti resíduos e após tratamento com ampola ou queratina líquida.
- No dia que eu não lavo o cabelo, eu passo óleo Queravit da Bioextratus antes do banho e coloco a touca de plástico de banho. Com o calor do chuveiro o óleo penetra melhor e o cabelo fica bem macio.
- Para tentar domar o cabelo tenho usado pomada, gel e spray. Geralmente uso preso em rabo de cavalo ou coque, com tic-tac’s para segurar o cabelo perto da raiz que quebrou e está crescendo desordenadamente. Foi a maneira que encontrei de suportar esse período, sem parecer muito assustadora!
- Quando preciso fazer chapinha seco bem e uso o protetor térmico da Phytoervas. 


As vezes me pergunto: Caramba, se usando tudo isso meu cabelo está desse jeito, (ressecada, quebrado, acabado) imagina se eu não usasse?
Sei lá, talvez aí ele não fosse tão rebelde né? Vai saber.
Sei que esse negócio de voltar a ter cachos é complicado, mas o mais importante é força de vontade para não cair na tentação de voltar às progressivas ou definitivas.
Postar um comentário