10 de janeiro de 2011

Romance de Flor e Luna

Está aí, a gravação é meio ruim, mas´acredito que é a primeira vez que foi cantado o primeiro dos romances o Romance de Flor e Luna, lindo, lindo, lindo.

Comunidade "De Flor e Luna" no orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=1508739



E aqui mais um capítula dessa hiostória, o Romance de quem aprende, interpretado por Jairo Lambari Fernandes na Sapecada da Canção Nativa, mais lindo ainda, foi uma apresentação de emocionar. Logo abaixo a letra.





ROMANCE DE QUEM APRENDE




Junto à cancela Rosa Flor firmava a cuia
E entre um mate olhava ao longe dois campeiros
Que nos seus baios vinham juntos pela estrada
Os seus Marianos pai e filho e companheiros.



Mariano Luna num bagual recém pegado
Bocal e rendas, um galope ia estendendo
Outro mariano, no seu baio cabos-negros
De rédea firme, espora curta ia aprendendo.



No corredor seguia o tempo lado a lado
Um domador pra mansidão de mais um potro
E um moço novo que entre prosas e conselhos
Batendo estribos, ia um cuidando o outro.



Rosa Flor entre um sorriso e uma angústia
Olhava os dois como a firmarem um compromisso
Lembrou de um tempo que passou já fazem luas
Quando esse moço era um piá no seu petiço.



Mariano Luna foi chegando pro galpão
Soltando o corpo pronto pra desencilhar
Mas o seu baio, por maleva ou assustado
Já quase manso quis pegar a corcovear.



Mas é aí que a vida encilha e cobra um dia
E o outro Mariano, chegou logo no bagual
E amadrinhando com olhar de quem já sabe
Firmou o baio, pela argola do bucal.



Mariano Luna se ajeitando nos arreios
Por que quem doma até por nada vai ao chão
Viu com seus olhos de confiança e satisfeito
Que suas palavras de saber não foram em vão.



Quem sabe o tempo, domador igual a tantos
Um dia entregue outros potros pra amansar
Vai um Mariano amadrinhando e outro domando
E Rosa Flor na mesma angustia de esperar.

Postar um comentário