4 de maio de 2009

TRANCAÇO

Esse texto eu li outro dia no site da Bruxa Gaudéria, nem sei se ainda existe, mas me chamou atenção por ser divertido e ter um fundo de verdade, já levei muitos "croque" da minha mãe e com certeza hoje agradeço!

TRANCAÇO*

um método pedagógico adotado no Rio Grande.

Pões que já de saco cheio de tanta entrevista de psicóloga na televisão falando dos "limites que devemos dar a nossas crianças e jovens", a Gaudéria acabou se lembrando de sua infância e de como afinal se educavam, e se educam ainda, as crianças aqui no Rio Grande. E, para vocês, incautos e estrangeiros, dos métodos pedagógicos "aplicados" nos pampas, é bom lembrar por exemplo, que como resultados desses aprendizados temos: gaúcho não dança (e nem inventou) o tchã e, principalmente, não se fresqueia (aviadar mesmo, já é outra cosa).
Então atenção, jovens papais e mamães, que por serem de outra geração ou por não serem daqui, estão perdendo um pouco o controle das cousas com a piazada, aí vai uma mãozinha da nossa transpsicopedagoterapêuta Gaudéria. Estes textos fizeram parte de recente simpósio,do qual participou em condição de autoridade máxima a nossa eminente Bruxa.
"Em primeiro lugar, pro guri ou pra guria ficar sem problemas, tem que aplicar o TRANCAÇO, logo de saída, e temos que lembrar, que os TRANCAÇOS continuam ao longo de toda a infância e muitas vezes até da juventude. O que evita atitudes mais radicais por parte dos progenitores. O que é a culpa de um croque, por exemplo, dado com todo o sentimento, em comparação àquele gritedo infernal que pais (que não deram nenhum TRANCAÇO) têm que aguentar no supermercado. Aqui no Rio Grande antigamente jamais se via uma cena dessa natureza. Hoje,pela globalização dos supermercados,a cosa mudou de figura.
Noite dessas, imagino que lá pelas 5 da matina, fui acordada com um barulho infernal de carro em alta velocidade com cano de descarga aberta (ainda existe isso?). Logo pensei: faltou trancaço.
Vejo de vez em quando na TV novos grupos de jovens cantores, graciosos e marombadinhos, tentando o sucesso a qualquer preço. Penso logo: faltou TRANCAÇO! nos pais...
Meninos e meninas de doze anos fumando...e só querendo comer e vestir o que está na moda. Faltou...pois é O TRANCAÇO,
meus amigos, evita de políticos corruptos a psicólogas dizendo besteira na TV, passando por gente que não larga toquinho de cigarro no chão nem latinha na praia. Adote esse método. Melhora mais a vida do povo do que plataforma eleitoral feita às pressas. E juro, que, seu filho, ao contrário do que muita gente pensa, um dia vai lhe agradecer, pois ele não será mais um merdinha solto nesse mundo de Deus, e nem vai passar pro segundo estágio (de quem não levou TRANCAÇO)...que é o Cagaço! Mas desse,a gente fala mais adiante...
Postar um comentário