31 de outubro de 2013

Feliz Dia das Bruxas

Falando em dias das bruxas, e já que os canais à cabo estão desde a semana passada com as maratonas de filmes de terror, resolvi postar aqui os filmes que não me deixaram dormir!
Eu gosto de filmes de terror, mas de terror assustador e não de terror sanguinário. Explico: Gosto daquele terror de suspense, monstros, sobrenatural, feitiços, possessões demoníacas, e nada daquela coisa nojenta e ensanguentada tipo Jogos Mortais (odiei os 5 minutos de filme que assisti e nunca mais quis saber dessa série).
Então acho que um bom suspense te tira o sono muito mais, do que corpos sendo mutilados.

Os meus assustadores preferidos são: "O Ritual" , "A chave mestra" e "A mulher de preto".
Sobre "A mulher de preto" já falei aqui.

O Ritual 



Sinopse: Michael Kovak (Colin O’Donoghue) é um seminarista cético e decidido a abandonar seu caminho na igreja, mas seu superior o orienta a passar um período no Vaticano para estudar rituais de exorcismo. Uma vez lá, suas dúvidas e questionamentos só aumentam na medida em que seu contato com o padre Lucas (Anthony Hopkins), um famoso jesuíta exorcista, o apresenta ao lado mais obscuro da igreja. Ao conhecer a jornalista Angeline (Alice Braga), que investiga as atividades do religioso, suas reflexões sobre a crença no diabo e em Deus não param de crescer. 

 






 Estrelado pore a nossa Alice Braga. É um filme sobre possessão e exorcismo, mas não cai naquela baboseira de sempre, transmite uma coisa muito real, tanto é que me deixou com um pouquinho de medo do escuro. Sério. Você não acredita na coisa, mas fica pensando, pensando e não consegue tirar aquilo da cabeça. Mesmo depois da terceira que vez que assisti, isso persistiu.
Anthony é o padre Lucas Trevant, e ele mora na Itália, em uma casa cheia, absolutamente cheia de gatos. Por que gatos sempre estão presentes em filmes de possessão??? 
Eu particularmente, fiquei apreensiva pensando que teria alguma cena em que algum gato viraria um inimigo, e isso aumentaria ainda mais o precoceito das pessoas com eles; mas, felizmente, isso não aconteceu. Os gatos só estão lá, lindos e fofos, e o padre cuida deles.
Então,  padre mais novo, o Michel Kovak, é muito cético, mas o padre Lucas o chama para assistir alguns rituais de exorcismo, e assim se desenrola o filme, são várias cenas de prender a respiração. E vários sustos, causados pelos "baques" da trilha sonora. Não posso escrever mais sem correr o risco de revelar o que não devo, a quem ainda não assistiu, mas se você quer passar um pouquinho de medo no Haloween, esse filme é recomendadíssimo.


________________________________________________________________

A Chave Mestra
 


Sinopse: Caroline Ellis (Kate Hudson) é uma jovem que acompanha doentes terminais, com o objetivo de juntar dinheiro para poder cursar a escola de enfermagem. Em um de seus trabalhos ela aceita acompanhar um senhor inválido, Ben Devereaux (John Hurt), que mora com sua esposa Violet (Gena Rowlands) em um terreno isolado na cidade de Nova Orleans. O local é famoso pela quantidade de cerimônias místicas lá realizadas, mas Caroline não acredita nestas crendices. Ben sofreu um derrame recentemente, que o deixou praticamente paralisado e mudo. Para que Caroline possa percorrer a casa à vontade, Violet lhe entrega uma chave mestra que abre todas as portas. Porém em suas andanças ela encontra uma porta escondida, localizada atrás de uma estante e no fundo do sótão. Caroline abre a porta com a chave mestra e lá encontra várias antiguidades, espelhos que foram retirados de todos os demais cômodos e ainda artefatos aparentemente ligados à prática de algum tipo de magia.



É um filme um pouco antigo, de 2005, mas também faz a gente prender a respiração. Trata de supertiçoes, feitiços, e magia negra. Livros com práticas de magia, simpatias e tudo mais.   Eu assisti pela primeira vez quando ainda era solteira, num domingo à noite com uma turma de amigos. Meu namorado (hoje marido) me deixou em casa após o filme, e eu morava sozinha! E aí quem diz que eu consigo apagar a luz??? Ha ha ha, vocês devem estar me achando muito medrosa, mas fiquei mesmo sugestionada com o filme, e quando você fica pensando demais na mesma coisa, chega a sonhar com ela, e é claro eu tive pesadelos com o filme.
Assisti novamente na segunda-feira, passada, na maratona de terror do Space (eu acho), dessa vez pude dormir mais tranquila!
Mas reafirmo que o filme é ótimo e assustador. O que eu posso dizer além da sinopse, é que a casa na qual Caroline (Kate Hudson) vai trabalhar, tem um passado sombrio. Há muito tempo, um casal de empregados praticava feitiços e magia negra na casa, e foram enforcados na árvore do quintal. Caroline também é cética, mas aos poucos vai descobrindo as coisas e tenta decifrar a relação entre os acontecimentos com o doença de Ben. Aí... bem, aí eu só posso dizer que o final é surpreendente, e que se você ainda não assistiu deveria assistir. Mas convida alguém de confiança para assistir contigo, só para garantir!




Postar um comentário