27 de outubro de 2009

Não sei

Voltando ao blog porque estou na faculdade, tive que vir hoje pegar uns livros para estudar pro concurso, ai aproveitei para dar uma olhadinha aki e nos meus e-mails, enquanto meu notebook está no conserto, e no trabalho não dá tempo pra nada, quanto mais pra abrir blog. Falando nisso o trabalho tá estressante pra caramba, tem dias que penso que não vou aguentar, aff... é tanta coisa pra fazer e a "megera" me cobrando achando que ainda falta um "algo a mais" no meu trabalho... tipo assim se enxergue né, passa todo o trabalho dela pra eu e a secretária fazer, ai a gente não consegue fazer o nosso que fica se acumulando, além disso sobra pra mim fazer umas malditas pesquisas com clientes, e ainda falta um algo a mais... falta é nela, isso sim, falta um marido pra ela se preocupar em casa e parar de procurar chifre em cabela de cavalo.
Além do mais eu quero e preciso, agora, trabalhar com contabilidade, afinal de contas me formei pra quê? É tão frustrante terminar a faculdade e não trabalhar com o que você passou 4 anos estudando. Estou doida correndo atrás de emprego na área, estou mandando currículos pra todos os anúncios que encontro, mas por enquanto muito pouco retorno. Continuo confiando em Deus, afinal "a esperança é a última que morre".
No mais me incomodando com algumas 'sarnisses' Eu fico quieta pra não arrumar confusão, mas me sobe um sangue nas idéias. E o marido continua dando uma de babá.... que stress! Já conversei com ele mais uma vez, mas não adianta ele continua dando chance para os pais continuarem eternamente dependentes dele. E eu aqui pensando... será que vale a pena continuar com uma pessoa assim? que não tem vida própria. As vezes parece que ele não tá nem ai pra nossa casa, pra vida que temos em comum, parece que a única coisa que interessa é satisfazer todos os desejos e vontades do papai e da mamãe. Me diga como vou ter um filho com um homem que já tem duas crianças pra se preocupar e que ocupam todo o tempo dele, porque é assim que vejos eles, duas crianças totalmente dependentes. Ele quer ter um filho nos próximos anos, eu até quero também mas não me sinto segura pra isso, pra que ter um filho de pai ausente? pra eu ter que me virar sozinha com a criança porque o pai vai estar sempre ocupado com os pais dele. Eu não posso contar com ele pra nada, se quiser alguma coisa eu tenho que correr atás sozinha, porque ele está ocupado demais com os pais, ele não tem hora pra chegar em casa porque antes passa na casa do papai, e o que é pior, fica por lá até umas horas, cansei de esperar com o café na mesa e nada, hoje mesmo isso aconteceu de novo, a mãe dele vai buscar ele no trabalho quase todo dia, é um absurdo, parece coisa de pré escola. Não quero que ele se afaste dos pais, só queria ele mais perto de mim, afinal estamos casados, e quando a gente casa a gente pensa que é pra isso, pra ficarmos juntos, compartilhar, a gente tinha uma amizade bem legal, agora não dá mais tempo nem de conversar, ele só vai em casa pra dormir.

Acho que chega de desabafo por hoje, aliás achei um site ótimo pra desabafar e compartilhar meus sofrimentos: Casa da Sogra - Minha Sogra Cascavel http://casadasogra.wordpress.com/
Hasta!!!

Postar um comentário