12 de junho de 2014

Música Grude: No florir das Açucenas

Já que hoje é dia dos namorados vamos lá:
Música Romântica? Sensual? Ou de mau gosto? Hoje vou falar da diferença da música romântica sensual e dessas besteiras que andam por aí.
Essa semana estava ouvindo um programa de rádio, de música gaúcha nativista, aqui de Lages, e ouvi uma música linda do Quarteto Coração de Potro. Sim, eu já conhecia a música, mas nunca tinha tirado para comparar a letra com essa besteirada que anda tocando noite e dia nas rádios e na TV.
Essa música, chama "No florir das Açucenas" é bem romântica, mas além disso é sensual, porém de um jeito muito sutil e agradável para se ouvir. Quando se diz "tenho ganas de ser vento pra acariciar teu vestido" é sensual não é?
Aí, nessa febre de sertanejo você ouve coisas do tipo "Pirou mulher? Tá doidaça. Vem que vem com tudo que hoje a gente se arregaça"... Que tipo de música de mau gosto é essa? E pensar que as tem mocinhas repetindo esse refrão, dançando e rebolando.
Foi nisso que fiquei pensando quando ouvi hoje  "No florir das Açucenas", como a abordagem é diferente, como a poesia deixa tudo mais doce. "Quisera eu ser poesia sussurrando em teu ouvido"... não é lindo?
Não só na música nativista, mas sei que em outros gêneros também ainda existem músicas que preservam a poesia, e valorizam o trabalho do autor de uma letra, - e do compositor da melodia, não esqueçamos disso.- Falo da música nativista porque é a que mais ouço, e realmente com o que tenho ouvido ao longe quando ligo o rádio fora dos programas gaúchos, a coisa é um pouco assustadora.
E essa música da qual eu comentei, (a gente se arregaça) é só um exemplo, sei que tem muitas outras por aí, de rapazinhos de cabelo moicano, que vão tirar a camisa no programa do Silvio Santos. Felizmente na nossa boa música nativista também tem outras letras, que mesmo sensuais conservam o romantismo e a poesia, tipo Xucros Desejos (Quando beijo a sua boca, mais doce que mel campeiro...) de Oswaldir e Carlos Magrão, Depois da Lida (Seu olhar já atiça os meus sentidos ela insinua que existe uma mulher, toda minha dentro do vestido...) letra de Roberto Huerta / César Oliveira gravada pelos Os Mateadores ou Leoncio Severo.

Mas a questão é que No Florir das Açucenas se tornou minha música grude dessa semana, e fecha direitinho como trilha sonora para o dia dos namorados, não acha?


Tem um vídeo no You Tube em que o som está melhor, mas não consegui puxar para o Blog, se quiser ouvir clique aqui



No Florir das Açucenas
(Quarteto Coração de Potro)

Em teu olhar o azul do céu.
Riso de jardim florido.
Tenho ganas de ser vento,
Pra acariciar teu vestido.

Tenho ânsias veraneiras,
Em teus lábios de pitanga;
De ser água cristalina
A te banhar lá na sanga.

Quisera eu ser o sol
No florir das açucenas,
Para bronzear lentamente
Todo teu corpo, morena.
Quisera eu ser poesia
Sussurrando em teu ouvido,
Para sentir a alegria
Em teu coração comovido.

Se o destino assim quiser
Posso ser um passarinho
Para te acordar mulher,
No aconchego do ninho.

Por isso pra ti eu canto
E na noite acendo um clarão!
Amor é cerne queimando
No fogo desta paixão.
Postar um comentário