7 de maio de 2014

Resenha: Tentação ao Por do Sol - Lisa Kelypas

Mais um livro de Lisa Kleypas, o número 3 da série Os Hathaways. Este conta a história de Poppy e Harry Rutledge.
Poppy agora já não é mais uma menina como nos livros anteriores, e está em Londres para mais uma temporada, sob a supervisão de Cat, a governanta contratada para cuidar das boas maneiras de Poppy e Beatrix. Nas temporadas que passa em Londres, a família fica hospedada no luxuoso hotel Rutledge, e eis que em uma situação muito inusitada Poppy conhece o dono do hotel, que não é nenhum velho, feio, pançudo e careca como eu imaginava. Harry fica encantado. Ele quer Poppy. Quer Poppy de qualquer maneira. Mas nossa mocinha já está apaixonada por outro moço, um nobre com o qual troca correspondências, mas Harry não está disposto a sair perdendo nessa, e não não tem nenhum problema em forçar situações, para conseguir o quer.
Eu fiquei encantada com Harry, (se já estiver lendo o livro não se apavore comigo, simplesmente não consiga achar ruim o que ele faz) se eu fosse a Poppy me jogaria nos braços dele no primeiro capítulo (aijizuis me sinto traindo o Cam Rohan). Mas, Poppy também não é boba nem nada, e acaba cedendo, aos poucos, à tentação que Harry exerce sobre ela, mas nosso "herói" não tem muitos escrúpulos, doa a quem doer, faz de tudo pra ter Poppy, e é isso mesmo, ele quer tê-la, possuir, prender, ser seu dono, nem que ela não o ame.
E assim se desenvolve a história, com cenas românticas e sensuais, mas na hora certa e com bom gosto, como é de costume na escrita de Lisa Kleypas.
Agora me digam como não se apaixonar por Harry? quando Poppy diz que não há perigo em andar pelo hotel, e ele responde, simplesmente assim: "É claro que há. Está olhando pra ele." (aimeodeos, respira fundo e não desmaia)
Ao fundo de tudo isso, aparecem nossos queridos Amélia e Cam, Kev e Win, e rola um clima entre Leo e Cat. Cat tem uma relação estranha com Harry, e Leo está cada vez mais engraçado e sarcástico, além de lindo, fofo, querido e arrebatador. A deixa que fica no final do livro sobre o que pode acontecer entre Leo e Kate é uma tortura, pois a gente fica aqui cheia de curiosidade e desespero, aguardando o próximo livro ser lançado.
Bom, lá vai uma parte ótima do Leo: "Devo alertá-lo Rutledge, que minha intenção era matá-lo imediatamente, mas Rohan me convenceu de que seria melhor conversarmos por alguns minutos primeiro. Pessoalmente, acho que ele está tentando me fazer esperar para ter ele mesmo o prazer de matá-lo. E mesmo que Rohan e eu não o matemos, provavelmente não vamos conseguir impedir meu cunhado Merripen de tirar sua vida."  
Eu gostaria de falar mais sobre Harry e Poppy, mas cairia em spoiler, então recomendo que leiam e vejam, com seus próprios olhos, ou suas próprias mentes!!!



Trechos:





 "Ponderando os eventos da noite Harry se sentiu tomado por um triunfo imoral. Não, não era triunfo ... era euforia. Tudo acontecera de um jeito muito mais fácil do que havia esperado. (...) O idiota praticamente lhe entregara Poppy em uma bandeja de prata. E quando uma oportunidade surgia, Harry a agarrava.
Além do mais, acreditava que merecia Poppy. Qualquer homem que tivesse a chance de ter uma mulher como ela e se deixasse deter por escrúpulos era um idiota."
(...)
" Ela era cada impulso de bondade, altruísmo e generosidade que ele jamais teria. Ela era cada pensamento atencioso, cada gesto amoroso, cada momento de felicidade que nunca conheceria. Era cada noite de sono tranquilo que jamais poderia ter. Pelas leis do equilíbrio do Universo, Poppy havia sido posta no mundo para compensar Harry e sua maldade."


Música:

A música que combina com Harry e Poppy: Pra lmebrar de ti - Jairo Lambari Fernandes

"Pra voltar pra ti
Faço teu jogo, aposto tudo seja o que for
Ó minha flor,
O teu silencio diz bem mais que mil palavras
E dos meus olhos chove a dor do meu amor

(...)
Para um coração que já faz tempo que anda vazio
Refaço os planos pro inverno que se achega
Não quero ver o meu amor morrer de frio"






E é claro que ganha o selo:

P.S. Foi muito difícil não incluir o selo de "Não importa se é um personagem fictício, quero me casar com ele". Mas não posso trair o Cam Rohan ;) 




Sinopse:


Poppy Hathaway está em Londres para sua terceira temporada de eventos sociais. Como nos dois anos anteriores, ela se hospedou com a família no hotel Rutledge. E, como nos dois anos anteriores, tudo indica que retornará a Hampshire sem ter encontrado um pretendente com quem se casar.
Apesar de ser extremamente bonita e gentil, Poppy tem duas grandes desvantagens em relação às outras moças: sua inteligência deixa muitos homens acuados e o fato de vir de uma família tão pouco convencional faz com que os melhores partidos nem sequer a abordem.
Mas o destino a coloca no caminho de Harry Rutledge, um homem de passado triste, que venceu na vida por conta própria e aprendeu a encarar tudo como um negócio. O dono do hotel não ama ninguém, confia em poucos e manipula todos. Porém, mesmo sendo tudo o que Poppy nunca almejou, ela não pode negar o fascínio que sente por ele.
Quando Harry conhece Poppy, é tomado pelo desejo. Ele imediatamente tem a certeza de que a jovem será sua – e, para o bem ou para o mal, não mede esforços para que isso aconteça.

Harry parou de respirar por um segundo e, antes que ela pudesse dizer qualquer coisa, a boca masculina se apoderou dela em um beijo de verdade.
Poppy se sentiu fraca, como se derretesse em seus braços enquanto ele a beijava sem pressa. A ponta da língua penetrou sua boca, brincou com os dentes, e a sensação provocada por esse contato foi tão estranha e íntima que um tremor a sacudiu. Harry interrompeu o beijo imediatamente.
– Desculpe. Assustei você?
Poppy não conseguiu pensar em uma resposta. Não estava assustada, embora houvesse acabado de vislumbrar um vasto território erótico que jamais conhecera. Mesmo em sua inexperiência, compreendeu que aquele homem tinha o poder de virá-la do avesso de tanto prazer. E isso era algo que nunca havia procurado nem mesmo imaginado.
- See more at: http://www.editoraarqueiro.com.br/livros/ver/237#sthash.zCvR00g9.dpuf
oppy Hathaway está em Londres para sua terceira temporada de eventos sociais. Como nos dois anos anteriores, ela se hospedou com a família no hotel Rutledge. E, como nos dois anos anteriores, tudo indica que retornará a Hampshire sem ter encontrado um pretendente com quem se casar.
Apesar de ser extremamente bonita e gentil, Poppy tem duas grandes desvantagens em relação às outras moças: sua inteligência deixa muitos homens acuados e o fato de vir de uma família tão pouco convencional faz com que os melhores partidos nem sequer a abordem.
Mas o destino a coloca no caminho de Harry Rutledge, um homem de passado triste, que venceu na vida por conta própria e aprendeu a encarar tudo como um negócio. O dono do hotel não ama ninguém, confia em poucos e manipula todos. Porém, mesmo sendo tudo o que Poppy nunca almejou, ela não pode negar o fascínio que sente por ele.
Quando Harry conhece Poppy, é tomado pelo desejo. Ele imediatamente tem a certeza de que a jovem será sua – e, para o bem ou para o mal, não mede esforços para que isso aconteça.
- See more at: http://www.editoraarqueiro.com.br/livros/ver/237#sthash.zCvR00g9.dpuf
oppy Hathaway está em Londres para sua terceira temporada de eventos sociais. Como nos dois anos anteriores, ela se hospedou com a família no hotel Rutledge. E, como nos dois anos anteriores, tudo indica que retornará a Hampshire sem ter encontrado um pretendente com quem se casar.
Apesar de ser extremamente bonita e gentil, Poppy tem duas grandes desvantagens em relação às outras moças: sua inteligência deixa muitos homens acuados e o fato de vir de uma família tão pouco convencional faz com que os melhores partidos nem sequer a abordem.
Mas o destino a coloca no caminho de Harry Rutledge, um homem de passado triste, que venceu na vida por conta própria e aprendeu a encarar tudo como um negócio. O dono do hotel não ama ninguém, confia em poucos e manipula todos. Porém, mesmo sendo tudo o que Poppy nunca almejou, ela não pode negar o fascínio que sente por ele.
Quando Harry conhece Poppy, é tomado pelo desejo. Ele imediatamente tem a certeza de que a jovem será sua – e, para o bem ou para o mal, não mede esforços para que isso aconteça.
- See more at: http://www.editoraarqueiro.com.br/livros/ver/237#sthash.zCvR00g9.dpuf
Harry Rutledge
Harry Rutledge
Harry Rutledge
Postar um comentário