26 de dezembro de 2013

As etapas (e os percalços) da reforma

Continuando sobre a nossa reforma da cozinha, venho contar o que deu certo e o que está enrolado.
Solicitamos orçamento dos móveis da cozinha sob medida em 6 empresas. Em 2 nós fomos pessoalmente solicitar o orçamento. Na primeira, fomos muito bem atendidos, o rapaz mostrou os móveis, explicou tudo e marcou para ir tirar medidas no outro dia... até hoje ele não apareceu!
Na outra também fomos bem atendidos, a moça foi tirar as medidas, mas só deu retorno depois de 1 mês, eu já havia encomendado a cozinha de outra loja.
Em 4 empresas eu mandei e-mail com a planta do meu apartamento anexada, e dizendo mais ou menos o que eu queria, 3 me deram retorno solicitando que eu fosse até a loja ver o projeto e tratar do orçamento. Eu gostei mais da primeira que me deu retorno, e o rapaz garantiu a entrega antes do Natal, se eu fechasse o pedido até 25/11.
Os preços ficaram bem parecidos, mas os projetos bem diferentes, esse pessoal é muito criativo! Marquei para levar o marido ver o projeto dessa primeira loja que deu retorno, e ele gostou, mas fez um monte de alterações, foi aí que ele realmente se interessou na reforma, e ficou super empolgado com as mudanças que ia ter que fazer (tomadas, encanamento, piso) para deixar tudo certo para a instalação da cozinha nova!
Fechamos com essa loja, Jubilar, que é uma loja aqui da região.

 O projeto é esse:

 Aqui a parte interna dos armários:



Como teríamos que mexer com várias coisas no apartamento resolvemos fazer um Construcard para pagar com juros menores, porque parcelar em cada loja ia ficar muito pesado.
Projeto fechado começamos a pensar o que teríamos que mexer, e foi o seguinte:

- Instalações elétricas e hidráulicas
- Piso 
- Eletrodomésticos???
- Divisória e porta de vidro na área de serviço
- Granito para as bancadas


Resolvi dividir um post para cada coisa, assim não fica muito longo, abaixo os links:





Postar um comentário