16 de outubro de 2013

O Duque e Eu - Julia Quinn




Como estou nessa fase de romances de época, comprei mais um da editora Arqueiro. Li críticas muita boas sobre a escritora Julia Quinn e me arrisquei a conhecer a série “Os Bridgertons” começando com “O Duque e eu”.
O livro é ótimo, mas como eu virei fã da Lisa Kleypas e da forma como ela escreve, achei esse da Julia Quinn meio enrolado. E a nossa querida Daphne, que é a personagem principal, é um tanto sem sal nem açúcar. Porém os irmãos dela iluminam o livro, Anthony, Benedict e Colin, são tão lindos que já me apaixonei, sem nem conhecê-los direito.
O livro conta a história de Simon, o duque, e Daphne, que é filha de um Visconde (falecido) e irmã de Antony, o melhor amigo de Simon. Acontece em Londres por volta de 1813. Para variar Simon, é lindo, rico e cavalheiro, e conquista qualquer mulher com seus olhos azul azulzíssimos, mas não quer se casar. Já Daphne quer se casar e ter uma casa cheia de filhos, mas não consegue pretendentes, e por aí se desenrola a história.
A história é legal e muito divertida, os personagens tem características fortes e têm tiradas ótimas. Desde a matriarca dos Bridgertons, Violet, até uma tal de LADY WHISTLEDOWN, anônima que escreve uma coluna de fofocas no jornal da cidade. Como os Bridgertons são oito irmãos, teremos 8 livros, o que nos garante muitas risadas.
Um dos trechos que mais me fez rir, foi esse em que Violet, a mãe de Daphne, tenta explicar a ela sobre os bebês:

"Violet soltou uma risada nervosa.
- Eu me esqueci de mencionar a parte sobre o bebê?
- Mamãe!
- Muito bem. Os seus deveres conjugais... quer dizer, a consumação... é como se fazem os bebês.
Daphne se apoiou na parede.
- Então a senhora fez isso oito vezes?
- Não!
Daphne ficou confusa. As explicações da mãe estavam sendo vagas demais, e ela ainda não sabia exatamente o que eram os tais deveres conjugais, mas alguma coisa não estava batendo."  (pag 179)

Enfim o livro é bom, não é perfeito, mas é bom. Eu já garanti “O Visconde que me amava”, segundo livro da série e que conta a história de Anthony, e estou aqui com coraçõezinhos nos olhos, esperando que esse livro seja melhor, porque o Anthony é ótimo! 


Postar um comentário