13 de setembro de 2013

Passeios e Viagens: Serra Catarinense - São Joaquim

Acordamos num domingo de inverno, olhamos lá fora e sol estava lindo. Um dia frio, pensamos: ótimo dia para ir dar uma passeada em São Joaquim!
Isso foi mais ou menos em junho de 2012.
São Joaquim fica a uns 80 Km aqui de Lages. É aquela cidade que aparece todo inverno no Jornal Nacional, onde os repórteres ficam na praça falando sobre o frio, a neve, ou a geada.
Resolvemos passar o dia em São Joaquim e Bom Jardim da Serra.
Poucos quilômetros antes de chegar na cidade, nos deparamos com uma vínicola, a Villa Francioni, resolvemos entrar. Nem sabíamos se estavam atendendo pois era domingo e quase meio-dia, mas os portões estavam abertos, nós fomos entrando.
Ficamos impressionados, o lugar é lindo demais. Eu, não imaginava que, aqui na serra catarinense, pertinho de casa, havia um lugar tão lindo, tão cuidadosamente construído. Fiquei deslumbrada com a arquitetura da vinícola, tudo lindo.

 Vista da entrada na Vinícola Vila Francione



 Loja da Vinícola
 Fachada (linda) da Vinícola
 




Saindo da vinícola fomos à cidade de São Joaquim procurar um restaurante para almoçar.Não são muitas opções, então escolhemos o Vento Minuano Grill, um restaurante com arquitetura rústica e serve buffet.
A comida é boa, e o interior rústico eu adorei.







Após o almoço, passeadinha pelo centro de São Joaquim e depois fomos no Parque Eólico, marido queria muito conhecer. Fica em Bom Jardim da Serra, que é ao lado de São Joaquim. E também é do ladinho da Serra do Rio do Rastro.
 Igreja de São Joaquim

 Cascatinha na estrada entre São Joaquim e Bom Jardim da Serra


O que me surpreendeu no parque eólico, não foram os cata-ventos enormes, e sim os canyons que podemos visitar dentro do parque. É uma paisagem sem igual.
A entrada no parque eólico de Bom Jardim da Serra é controlada, paga-se uma taxa (irrisória), por veículo. Lá dentro tem um pessoal que disponibiliza passeio a cavalo ou de mula, para ir até o canyon, é cobrado um valor pelo passeio. Ou pode ir caminhando, sem custo algum.

Chegada ao Parque Eólico
As nuvens estavam baixas, olha que efeito lindo!


 Passeio à cavalo
 São muitos cata-ventos, fiquei impressionada. 
Eu achava que eram só uns 3 ou 4. São mais de 40!
 Canyon 
A vista é absurdamente linda.




Uma passadinha pelo mirante da Serra do Rio do Rastro não podia faltar não é?
Passamos por lá, compramos queijo e salame colonial. Descemos a serra, só pra curtir mesmo, chegamos no final da serra, manobramos e voltamos!




Canyon visto de baixo. Mais ou menos do meio da serra do Rio do Rastro. 

Gostou? Vem conhecer a Serra Catarinense, que você vai se apaixonar!

Postar um comentário