30 de março de 2011

Amansando de garupa

Musiquinha pra alumiar o dia de hoje!
Umas das mais belas músicas dessa edição da Sapecada, emocionante.
"Recolho da soga meu pingo que sabe, porque em silêncio roubei uma flor" ... suspiros!



 
 
AMANSANDO DE GARUPA
 
(Lisandro Amaral / Mauro Moraes)
Eu junto os segredos dormidos no pala
Se a noite resvala, aroma e sabor
Recolho da soga meu pingo que sabe
Porque em silêncio roubei uma flor.
Gelado de inverno, o orvalho de julho
Cabresto no punho e ainda ressona
O amor da cordeona, convite ao pecado
Com a china do lado sentei a carona.
Romance que encilho de noite, pampeiro
Permisso gaiteiro me chama um carinho
E levo na anca com cheiro de lua
A pluma que a noite soprou pra o meu ninho.
Eu junto os segredos dormidos no pala
Se a noite resvala, cordeona e luar
E amanso de anca meu mouro que sabe
Porque em silêncio roubei teu olhar.
Gelado de julho e a geada se estende
E a lua me entende, clarão no caminho
Me arranca os espinhos em um sopro materno
E esquenta o inverno com a flor do meu ninho.
Tranco largo, fim de noite
E a madrugada derramando o serenal
Tranco largo, o rancho é longe
E hoje amanso de garupa o meu bagual.
Postar um comentário