6 de outubro de 2010

Como lidar com a feiúra

Muito engraçado esse texto que foi retirado do Blog Gravataí Merengue http://www.interney.net/blogs/gravataimerengue/



Leitora feia, este texto é para você. A beleza, como sabemos, é relativa. A feiúra, porém, é absoluta, objetiva, líquida e certa. Por isso, claro, todo mundo sabe que você é feia - inclusive você. De cara, toda e qualquer dica nasce meio inócua.
Mas não custa nada AO MENOS amenizar um pouquinho a situação periclitante em que se encontra os traços físicos pouco privilegiados de seu rosto e, quiçá, de seu corpo não exatamente simétrico quanto à bilateralidade - ou de perfeita simetria radial.
Esclareço - e isso é fundamental - minha isenção completa quanto à prestação desta assessoria, pois seguramente sou muito mais feio do que todas vocês (com exceção de uma ou outra blogueira que eventualmente possa estar por aqui, pois aí também é demais). Tenho, portanto, certa bagagem quanto à arte de lidar com a feiúra.
Vamos lá:
Reclamar do Abuso de Photoshop
NENHUMA MULHER BONITA RECLAMA DO USO DE PHOTOSHOP. Vocês imaginam a Luana Piovanni com uma lupa verificando se tiraram celulite de uma fulana? Acham que a Natalie Portman faz isso? Ou a Megan Fox? É claro que não. Quem reclama do abuso de Photoshop é baranga. Gritaria desse tipo é coisa típica de tranqueira. Não passe esse recibo, sério. É vergonhoso. É o mesmo que fazer uma tatuagem na própria testa com a inscrição: "EU SOU O TRANCA-RUA".
Reclamar de Rankings de Beleza
Esses rankings são feitos para irritar, mesmo, e sempre vão gerar descontentamento. Faça como na entrega do Oscar, imagine que há uma câmera focalizada em você e a estatueta vai para outra pessoa. Não pague o mico de xingar. Por quê? Porque APENAS AS LEGÍTIMAS MOCRÉIAS questionam os critérios dessas listinhas. As bonitonas, gostosas e nervosamente deliciosas não estão nem aí, pois sabem que são foda e cagam e andam. Simples assim.
Rir de Tragédias com Bonitas
Sei que todos gostamos de ver gente se fodendo, daí o sucesso de coisas como o "Fail Blog". Mas as rascunhos de Google Maps do Inferno são seletivas quanto a essa variante do humor: só riem quando é uma bonitona que senta na graxa. A fulana deliciosa levou um tombo? Ela ri e espalha a notícia vibrando! A maravilhosinha levou um fora? Compra rojão! A outra se estrepou? Dá jantar! Ridículo.
Reclamar de "Feinhas"
Existem as barangas, as monstras, os canhões, os demônios, as entidades do ocultismo etc. E há as "feinhas", que muitas vezes são simpáticas e até se dão bem na balada. As escalafobéticas não perdoam esse tipo, pois acham que são "fisicamente paritárias". Então, o que fazem? RECLAMAM! Sim, reclamam! Como se fosse culpa do Cosmos! E aí ouvimos coisas do tipo "olha, onde já se viu, aquela ali com aquele cara, só pode ser alguma coisa assim, ou assaddo blábláblá". Em geral apela para alguma suposta façanha sexual da garota ou favores financeiros.
Venerar Bonitões Absurdamente
Todo homem fala de mulher, toda mulher fala de homem, bem como há homens que falam de homens e mulheres que falam de mulheres. Disso sabemos todos. Mas quando a garota NÃO PÁRA UM MÍSERO SEGUNDO DE FALAR DE HOMENS BONITÕES, pode apostar, é feia. E não qualquer feia, mas aquelas que, se o caboclo olha bem rapidamente, até congela a musculatura do rosto. È um comportamento padrão.
Enfim
Claro que é possível amenizar a feiúra, e a melhor forma de se fazer isso consiste no tratamento desses sintomas. Diminuindo as bobagens paralelas, acreditem, a feia se torna mais simpática e, não que se torne imediatamente bonita, mas já fica relativamente suportável. É um avanço e tanto.
E nem venham me acusar de machismo ou coisa que o valha. Porque as feias são sempre, sempre, sempre, SEMPRE as primeiras a reclamar que os homens não dão valor à beleza interior, mas na hora de procurar alguém vão sempre atrás do bonitão. Portanto, sinceramente, não reclamem comigo.
Evamoquevamo!
Postar um comentário