28 de dezembro de 2009

Texto de Luiz Carlos Prates



Li no Jornal Diário Catarinense hoje pela manhã um texto do Luiz Carlos Prates, é um ótimo texto, aconselho que leiam, o texto fala de como as pessoas abandonam seus animais para sair de férias, como o ser humano é absurdamente cruel.
Segue um trecho, o texto na ítegra se encontra no blog do Prates no DC www.diario.com.br/prates,

"Como pode alguém fazer isso, abandonar um amiguinho indefeso, leal, amoroso, divino, afinal, dog em inglês é God — Deus invertido.
Conheço histórias de gente "boa" que planeja uma viagem, faz as malas, olha para o cãozinho de muitos anos e decide: "amos abandoná-lo, já está mesmo velho. Alguém vai pegá-lo"... E partem, vão se divertir, consciência livre, airada.
Negativo. Dentro de cada patife, por patife que seja, há um tribunal togado de ordem moral batendo o tempo todo o martelo da justiça. A própria pessoa, a bandida, vai provocar o seu destino ruim, adoecerá por sentença condenatória desse tribunal interno, pagará pelo que fez. Arderá nas chamas do inferno, vivo, viva, aqui e a qualquer hora. Graças a Deus!" (...)



Postar um comentário