18 de dezembro de 2009

10 motivos porque dois filhotes são melhor do que um só

A decisão de adotar um gatinho é um evento excitante, mas não deve ser tomada de modo impensado. Filhotes exigem uma imensa quantidade de cuidados, o que obviamente é compensado pelo prazer extremo de vê-los crescer e se desenvolver.
Algumas vezes é melhor adotar dois gatinhos, sejam eles os seus primeiros gatos ou uma adição à uma família felina. Eu desafiei os membros do fórum de leitores a explicar porque dois filhotes são melhores do que um. Eles me deram algumas respostas sólidas e criativas:

1. Você estará salvando duas vidas ao invés de uma só.


“Se é ‘época de filhotes’*, será um gatinho a mais que irá encontrar um lar ao invés de crescer e tornar-se um adulto, o que irá diminuir as suas chances de ser adotado”.
É verdade que filhotes são muito mais facilmente adotados do que gatos adultos, e o gato de 15 meses que vc vê no abrigo hoje provavelmente é remanescente da “fornada” de filhotes do ano passado. Outra maneira de encarar isso é que, se todos os filhotes forem adotados rapidinho, os gatos adultos terão mais chance de encontrarem um lar.

* Nos Estados Unidos e outros países onde o inverno é muito frio, a primavera e o verão são as épocas
do ano em que a maioria dos animais têm suas crias – inclusive os gatos. Portanto, é nessa época do ano que existe nos abrigos um incontável número de filhotes esperando por adoção.

2. Um filhote pode sentir-se solitário


Um filhote que é deixado sozinho durante o dia pode sentir-se solitário e entediado, o que algumas vezes leva a problemas comportamentais. Dois filhotes nunca estarão sozinhos, especialmente se forem irmãozinhos. Na verdade, muitas vezes em abrigos ou grupos de resgate você verá jaulinhas com dois gatinhos e um cartaz dizendo “Estes filhotes só serão doados juntos”. Os voluntários dos abrigos reconhecem que irmãozinhos realmente devem permanecer juntos. E uma vez que abrigos normalmente são lugares assustadores e hostis para pequenas criaturas, gatos que não têm nenhum parentesco muitas vezes formam laços estreitos de relacionamento, que deveriam ser respeitados quando chega a hora de serem adotados.

3. Um filhote pode deixar um gato mais velho doidinho!



Apesar de parecer o contrário, um gato residente mais idoso provavelmente aceitará mais facilmente dois filhotes do que um só. Se você adotar um só filhote ele irá procurar o gato mais velho para brincar, ou pior, provocar e perturbar, o que pode
causar estresse no gato. Como recompensa por suas brincadeiras, o filhote irá receber fuzzzz e patadas. Dois filhotes irão gastar sua energia em brincadeiras um com o outro, e vão deixar o “tio” mais velho em paz.





4. Dois filhotes irão treinar um ao outro


Gatinhos aprendem através da imitação. Se um filhote aprende rapidamente a usar a caixinha de areia, muito provavelmente o outro irá copiá-lo. Eles também irão se ajudar com a toalete diária, lambendo-se mutuamente; o banho depois das refeições logo se torna um ritual entre os dois filhotes.







5. Eles queimam energia juntos


Mesmo o mais dedicado humano fica rapidamente exausto se tentar acompanhar as explosões de energia de um único filhote. Dois filhotes irão se exaurir mutuamente, deixando seus pais humanos livres para simplesmente assistir e apreciar suas
bagunças. Obviamente que existem alguns aspectos negativos nessa história, como diz uma de nossas leitoras: “...algumas vezes você tem o dobro de problemas também – eu ainda me lembro de quando passei pelo menos 15 minutoes tentando tirar os dois gatinhos de dentro do meu armário: cada vez que eu tirava um o outro escapava e entrava novamente!”



6. Menos problemas comportamentais com dois filhotes


Muitas pessoas que têm problemas de comportamento com um filhote descobrem que alguns desses problemas somem quando um outro filhote é adicionado à família.
O que muitas vezes consideramos travessuras é o resultado de tédio. Assim com o os humanos, muitas vezes os filhotes se comportam mal porque “atenção negativa é melhor do que nenhuma atenção”.






7. A curiosidade vence a “chatice” pra comer


Se um dos filhotes é enjoado com comida, esse problema é freqüentemente superado pela curiosidade sobre o que o seu irmãozinho está comendo. (Alimente um gato com a mesma ração de sempre, e o outro com a nova ração, e ambos irão acabar experimentando a nova ração)











8. Eles funcionam como travesseiro um para o outro


Filhotes normalmente brincam tanto que simplesmente desmaiam de cansaço onde quer que estejam, e o mais freqüente é que desmaiem perto (ou sobre) o outro. Não existe visão mais linda do que dois gatinhos enroscados para uma soneca. Sua
inocência serena pode amolecer o coração da mais ranheta das pessoas, e a visão desse momento feliz irá apagar da sua memória todas as artes que eles aprontaram antes de cair no sono.





9. Eles terão um amigo para a vida toda.

Dois filhotes que crescem juntos quase sempre serão amigos para toda a vida. Apesar de terem suas diferenças de vez em quando (e que amigos Não têm?) o mais comum será vê-los dando banho um no outro, brincando juntos, e dormindo emboladinhos. Se você estiver considerando adotar um filhote, lembre-se do seu melhor amigo, e reflita se você quer privar o gatinho da riqueza que um amigo adiciona às nossas vidas.




10. Ter dois filhotes é absurdamente divertido!



E finalmente, é claro, eles são simplemente absurdamente divertidos de observar!
Tendo vivido (e sobrevivido!) às alegrias de adotar e criar dois filhotes, posso pessoalmente afirmar que ter dois gatinhos é o maior barato!!

Fonte: about.com.:Cats – Franny Syufy
http://cats.about.com/od/wheretoadoptacat/ss/twokittens_3.htm

Postar um comentário